10 melhores imagens de tricoteiros

De Audrey Hepburn, à Família Adams… Assim fica difícil resistir a tricot!

1. Mulheres na 2ª Guerra Mundial / 2. Audrey Hepburn / 3. Homens chineses / 4. 1916 Woman’s National Service School / 5. Trico na Grécia / 6. Doris Day / 7. Knitting man / 8. Família Adams / 9. Kiss / 10. Storm Troopers

Roubei grande parte das fotos do Facebook da Vogue Knitting e da Soraya!

Knit on Esty

Ontem acabei me desencontrando da minha amiga para ir tricotar na Av. das Rendeiras (pois estava um dia lindo), e decidi tricotar ali mesmo onde fui almoçar na Barra da Lagoa. Claro que algumas pessoas ficaram olhando com caras estranhas, mas o importante foi participar desta data!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Bom, para finalizar o final de semana que eu dediquei somente ao tricot, quero falar sobre um dos meus sites favoritos, do qual eu retiro muitas imagens, inspirações e até mesmo contatos!

Estou falando do Etsy! Um site de vendas pela internet, que possui um foco diferenciado, onde as pessoas expõe seus trabalhos e estabelecem seus próprios preços. Pode-se dizer que é como uma “feirinha” virtual, sem querer diminuir seu valor é claro. Acho interessante que os shops, acabam se tornando portfólios, ao mesmo tempo em que a página foi feita para vender os produtos.

Já me questionei certas vezes sobre o site vender desde receitas de cozinha que custam U$3,00 até pulseiras de safiras coloridas de U$17.000,00, mas acabei me apaixonando por essa diversidade. Ali eu encontro de tudo mesmo… plantas e artefatos para jardim, peças cerâmicas rústicas ou altamente refinadas, bem como as roupas, muitos acessórios, receitas de cozinha, tutoriais de tricot…

Fiz uma breve seleção de produtos de tricot que eu gostei para mostrar pra vocês:

Links dos trabalhos:

Gola – EandAHeritage

Maxi Cachecol – Made by Chloë

Sapatinho de bebê – Bonita Patterns

Vestido – Wonderhand 

Fico por aqui e boa semana!

Reinventado o Tricot

Como hoje é o Dia internacional de tricotar em público o assunto será tricot, obviamente!

Ontem minha cara colega Marina Caponera, me enviou um link com uma ação incrível do designer Andre Brena, que além de tricotar em meio a DMY, uma feira internacional de design em Berlin, confeccionou trabalhos lindos com os BRAÇOS sendo suas agulhas!

Reinventar as ferramentas utilizadas para fazer tricot é uma idéia totalmente inusitada, destaca a renovação desse processo e traz um toque contemporâneo à técnica, e por isso tiro meu chápeu para o designer!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Como pode-se ver, com esta técnica ele utiliza tecido para criar ‘móveis’, tapetes e outros objetos de decoração… São produtos que se destacam pela sua escala, cores e texturas.

Com isso lembrei de outros trabalhos de tricot gigante que eu já havia encontrado na internet, mas não vou colocar todos pois vou fazer um post só sobre isso…

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Agora vou preparar minhas coisas para sair para tricotar em algum lugar! Até mais…

Fonte: Design Boom <http://www.designboom.com/weblog/cat/8/view/21715/andrea-brena-knitted-army-at-dmy-berlin-2012.html&gt;

Dia internacional de tricotar em público!

Depois de muito tempo me questionando sobre criar um blog e manter posts, manutenção e etc, decidi colocar isso em prática pois venho encontrando muitos links e matérias relacionados a temas que eu gosto como o tricot, a cerâmica, artesanato de luxo, entre outros… Encontrar essas informações me motivaram a veiculá-las e apresentar isso a outras pessoas, como uma forma incentivar quem gosta e apresentar a quem não conhece!

Para começar vou divulgar uma data nada conhecida ou comum comemorada no dia de amanhã 16/06: o dia internacional de tricotar em público!

Image

Você pode achar mais informações na página do Facebook ou na página oficial do World Wide Knit in Public Day!

Achei super interessante existir uma data para promover a prática do tricot e transformar isso em uma ação mundial e relacional. É uma forma de expor essa linda prática manual que vem feito a cabeça de diversos grupos de mulheres, desde as jovens até nossas avós que nos ensinaram!

Vejo a mobilização de coletivos como o Clube do Útero e o Tricotarde, além de sites direcionados para o público jovem (eu) como o Wool and the Gang.

Levar o tricot para fora de seu “habitat natural” é sair da zona de conforto e mostrar para outras pessoas que práticas tradicionais devem ser resgatadas em nossas corridas rotinas. Particularmente o tricot me ajuda a “desacelerar”, é um momento de relaxar e estar criando ao mesmo tempo… adoro ir às lojas de aviamentos comprar lãs, coloridas, macias ou nem tanto, mescladas, brilhantes, sintéticas e naturais; mas adoro principalmente o fato de poder criar minhas próprias peças (e ninguém ter igual), como essa da foto – simples, com a cor desejada e muito quentinho.

Image

Bom, por hoje é isso, amanhã pretendo comemorar esta data e tricotar em algum lugar… se fotografar depois posto aqui!

Espero trazer conteúdos diferentes para o blog! Até mais…